sistema de automação residencial

Sistema de automação residencial: descubra como pode ser feito

Sistemas de automação residencial estão cada vez mais em alta no mercado. A possibilidade de automatizar as ações dentro de casa tem facilitado a vida dos moradores de modo geral, já que as tecnologias a cada vez se voltam para tornar a vida pessoal mais fácil e confortável.

Assim, é possível simplificar tarefas do dia a dia, garantindo menor tempo e melhor segurança nas ações internas dentro de casa. Por exemplo, é possível abrir portões mais rapidamente, minimizando os riscos de uma ação criminosa ao chegar em casa de carro ou, até mesmo, a pé.

Continue lendo para entender como funciona um sistema de automação residencial e tirar suas dúvidas sobre esse tema.

Como funciona um sistema de automação residencial?

Sistemas de automação residencial, normalmente, são compostos dos seguintes itens:

  • sensores de presença;
  • câmeras;
  • temporizadores;
  • um sistema automatizador, entre outros.

O seu objetivo é que, por meio das informações geradas pelos dispositivos, um sistema inicie uma ação ou regule determinadas ações, sem precisar do acionamento do morador. Ele pode ser padronizado ou regulado por meio de aplicativos em tablets, smartphones, computadores ou notebooks.

Um exemplo de funcionamento de automação residencial: câmeras são instaladas no portão de sua garagem, interligados com um sistema de automação que permita o reconhecimento da placa do veículo.

Assim, quando seu carro se posicionar na porta da garagem, o sistema fará a leitura e identificará que se trata do seu carro e realizará a abertura imediata dos portões, sem a necessidade que você acione qualquer botão. Ou, ainda, pode-se utilizar um sensor afixado no retrovisor do seu carro que, ao ser lido pelo sensor do portão, realiza a abertura automaticamente.

Quais ações podem ser programadas por essa automação?

Esse tipo de ação automatizada pode ser feita em diversas áreas da sua vida residencial, não se restringindo apenas ao exemplo que demos acima. Os principais deles são:

  • aquecedores;
  • ar condicionado;
  • segurança;
  • alarme de incêndio;
  • sistemas de som e luz;
  • acionamento de banheiras;
  • projetores;
  • energia solar;
  • irrigação de jardins;
  • alimentação para pets;
  • entrada na residência;
  • sensores de presença, entre outros.

Com a junção dessas ferramentas é possível montar uma casa inteligente e com diversas soluções de automação. Não deixe de conferir como funciona na prática.

Como escolher o sistema de automação residencial ideal?

Escolher o melhor sistema de automação residencial implica em optar por uma empresa séria e responsável, capaz de realizar a instalação de modo adequado, minimizando as chances de erros e falhas que possam comprometer a função de automação.

Afinal, do que adianta fazer a instalação e, por erros e falhas, ela não funcionar? Isso pode comprometer até mesmo a sua própria segurança.

Voltando ao sistema de entrada em garagem, se ele apresentar defeitos, você pode ficar tempo demais exposto e suscetível a ação de criminosos.

Por isso, é fundamental contar com uma empresa séria e responsável que realize a instalação dos mecanismos de automação de forma inteligente, permitindo maior conforto, segurança e praticidade no seu dia a dia.

Quer começar a tornar a sua casa mais inteligente? Então conheça a Plugmais Distribuidora. Entre em contato, saiba mais sobre nossos serviços e tire suas dúvidas sobre o tema.

Plugmais Distribuidora

O blog da Plugmais Distribuidora está cheio de conteúdos de produtos de segurança eletrônica, redes e telecomunicação. Aprenda a agregar valor a sua venda.

Sem comentários

Cancelar